Formação continuada para redes públicas

Muitos são os desafios para que a rede pública de ensino efetive as políticas públicas de educação inclusiva. A formação continuada é um dos pilares desse processo. As gestões necessitam, por isso, observar a necessidade de formação co relação a dois pilares:
Formação das equipes escolares: a fim de que os professores planejem suas aulas com base em práticas pedagógicas inclusivas; os gestores garantam a todos os alunos participação e aprendizagem, com autonomia, e aos professores, familiares e demais profissionais o apoio necessário; os funcionários compreendam e colaborem com o processo educativo inclusivo; os profissionais de apoio auxiliem os estudantes exclusivamente na higiene, alimentação e locomoção, não substituindo o professor e, tampouco, retirando o aluno da sala ou isolando-o; os instrutores e intérpretes de Libras atuem em parceria com o professor de sala comum, garantindo ao estudante surdo o ensino em sua primeira língua, em ambiente educacional inclusivo; e o professor de AEE identifique as barreiras existentes no ambiente escolar e elabore estratégias e recursos para eliminá-las, jamais substituindo o ensino comum e, tampouco, realizando conteúdos escolares (o AEE não faz reforço escolar).

 

Formação continuada da equipe da gestão central: a fim de que seus profissionais possam atuar na boa organização da estrutura e recursos, tais como transporte escolar acessível, acessibilidade arquitetônica de todas as escolas, implantação das Salas de Recursos Multifuncionais, aquisição de recursos de Tecnologia Assistiva, entre outros; que a aplicação dos recursos financeiros seja otimizada; e que a intersetorialidade seja efetiva, ao estabelecer parcerias que envolvam secretarias da própria gestão pública (saúde, transporte, cultura, assistência social, etc.) ou órgãos e entidades, públicos ou privados, que possam viabilizar a oferta da educação inclusiva.

Os temas a seguir são sugestões para a realização de formações continuadas. Outros poderão ser oferecidos, de acordo com a demanda da rede de ensino.

  • Alfabetização e letramento na perspectiva da inclusão escolar
  • Atendimento educacional especializado: o que é e para quem
  • Brincadeiras mediadas: todos juntos brincando e aprendendo
  • Documentação pedagógica e avaliação
  • Educação Infantil Inclusiva: garantindo direitos desde cedo
  • Estudo de caso como instrumento de organização do processo pedagógico
  • Fundamentos da Tecnologia Assistiva
  • Gestão e planejamento na escola inclusiva
  • Inclusão Escolar e Direitos Humanos
  • Jogos pedagógicos acessíveis
  • Marcos políticos e legais da Educação Inclusiva no Brasil
  • Mediação fílmica (filmes que abordam as diferenças humanas)
  • Mediadores de leitura
  • Multilinguagens na escola inclusiva (cinema, teatro, música, fotografia, artes plásticas, dança)
  • O papel das instituições sem fins lucrativos na implementação da educação inclusiva na rede pública de ensino
  • Os espaços escolares como ambientes educadores
  • Plano de Atendimento Educacional Especializado
  • Recursos pedagógicos acessíveis

 

Para saber mais sobre este serviço, entre em contato!

Anúncios